Sem categoria

A vitória comprada!

No dia 02 de agosto de 2017 mais um espetáculo no picadeiro da política de pão, “emendas” e circo do cenário político brasileiro aconteceu. Agora era a famigerada votação pela Continuidade ou arquivamento da Denúncia contra os Supostos Crimes cometidos por Temer. E como já se esperava o Presidente conseguiu garantir apoio necessário de no mínimo 170 votos de Deputados Federais que lhe garantiram no cargo.

O espetáculo ainda pode ser considerado um desfecho do que aconteceu no mesmo picadeiro em 31/08/2016. Ou Seja, quando imprensa nacional dava grande destaque ao noticiário:  “Senado aprova impeachment, Dilma perde mandato e Temer assume”

Na ocasião e a bem da lembrança política do Nosso Pais,  após o recebimento da denúncia pelo Então Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (hoje cumprindo pena)  e seguindo para aprovação do Relatório pelo plenário da casa,  a Presidente Dilma foi afastada e perdeu mandato com a consolidação do julgamento no Senado Federal por 61 votos favoráveis e 20 contrários acontecendo também o não menos espantoso fatiamento o julgamento e destruição do artigo 52 da Constituição Federal, quando os Senadores sob a batuta do Presidente da Mais alta corte de justiça desse Pais, rejeitaram pena de inabilitação da petista para funções públicas.

Todavia, a “vitória” do dia 02 de agosto 2017 arrancada pelo Presidente da República, por mais de 260 votos de Deputados a favor do arquivamento da denúncia, quando se esperava apenas o mínimo de 170,  não foi conquistada que tinha por interesse o desenvolvimento dos rumos da Nação, mas sim, uma vitória a custo de bilhões de reais do suor do povo brasileiro torrados em liberações em emendas partidárias que embora sejam legalmente possíveis, escancararam a mais alta  organização  partidária para manutenção de Poder . Que nos faz sentir o gosto do estelionato político a que somos levados a cada pleito eleitoral.

O derramamento de dinheiro e a distribuição de cargos em troca de apoio político para Barrar a Denúncia contra o Temer, são o retorno que os péssimos políticos dão a sociedade.

Todavia, a votação dada pela maioria dos Deputados não representa o desejo do Povo Brasileiro. A compra do apoio poderá garantir a permanência do Presidente no cargo. Mas, jamais dará ao mesmo a imagem e idoneidade de um Presidente legitimado pelo povo. Mas infelizmente há pouco a se fazer e por isso mesmo é necessário o maior envolvimento político do cidadão que cumpre suas obrigações e luta por seus direitos para frear e extinguir os maus político que aproveitam do cargo para benefício próprio e ou de seus grupos políticos.

A barganha que aconteceu no Congresso Nacional, acontece também nos anos de pleito eleitoral para a escolha de nossos representantes políticos e por isso somos responsáveis pelo abismo político em que vivemos. E só sairemos dele somente com a mudança de pensamento de cada cidadão brasileiro, pela tomada de consciência da importância de um pleito eleitoral que definirá nossas vidas. Cabe a nós, e somente a nos decidirmos se viveremos deitado eternamente em berço esplendido de um verdadeiro estelionato político, ou se queremos um Pais de representantes e representados éticos, corretos e cumpridores das obrigações da lei sempre em busca da probidade administrativa. Somente esse despertar poderá fazer que consigamos construir um Brasil melhor. E é chegada a hora, pois mais uma oportunidade se avizinha com o ano de 2018.

Aqui nascemos, aqui temos que lutar para melhorar, portanto Movimente-se por um Pais melhor. (Manoel Filho/Advogado/Pós-graduado em Direito Público)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s